27 Outubro 2017
Categoria Notícias

INFORMAÇÃO AOS ACCIONISTAS

Para leitura do documento click AQUI.
27 Outubro 2017
Categoria Notícias
LER MAIS
 acionistas
27 Outubro 2017
Categoria Notícias

INFORMAÇÃO AOS ACCIONISTAS

Para leitura do documento click AQUI.
27 Outubro 2017
Categoria Notícias
Voltar

Perda auditiva não diagnosticada pode aumentar isolamento social

 Perda auditiva não diagnosticada pode aumentar isolamento social
10 Março 2017
Categoria Notícias

Perda auditiva não diagnosticada pode aumentar isolamento social

Um estudo recente realizado pela Universidade de Columbia Britânica no Canadá (University of British Columbia, UBC), publicado na revista Ear and Hearing, revelou que a perda auditiva desconhecida e não tratada está associada a um aumento significante de risco de isolamento social, em especial em pessoas com idades compreendidas entre 60 e 69 anos de idade. 


Nos resultados deste estudo, os pesquisadores revelaram também que para cada queda de 10 dB (decibéis) em termos da sensibilidade da audição, o aumento de risco de isolamento social é de 52%. Não menos preocupante é também a revelação que os problemas auditivos não diagnosticados estão associados a declínios cognitivos equivalentes a quase quatro anos de idade cronológica.

Uma pesquisa realizada anteriormente pela professora Hélène Amieva, da Universidade  Victor Segalen Bordeaux, em França, já havia provado que a perda auditiva acelera o declínio cognitivo das pessoas com maior idade. Nas conclusões desse mesmo estudo, lia-se que a utilização de um aparelho auditivo combate essa aceleração, na medida em que as pessoas com problemas auditivos, que utilizem aparelho auditivo, têm um nível cognitivo semelhante às pessoas sem perda auditiva.

Um outro estudo da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, (John Hopkins University in the US) revelou ainda que a perda auditiva não diagnosticada pode ter um efeito negativo profundo, tanto no bem-estar físico como mental, tornando-as mais propensas à internações hospitalares, como também a sofrerem períodos de ociosidade e de depressão.

Fonte: www.eurekalert.org

10 Março 2017
Categoria Notícias