Fadiga e má disposição consequências da falta de aparelho auditivo.
Jan 2th 2017
Categoria Notícias

Fadiga e má disposição são uma das consequências da falta de utilização de um aparelho auditivo

Fadiga severa e problemas relacionados com a disposição são comuns entre os que, registando perda auditiva, não utilizam um aparelho auditivo para os ajudar. Este é a principal aprendizagem que se pode retirar de um estudo realizado por pesquisadores do departamento auditivo e da ciência da fala da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos da América.


O estudo revelou também que os adultos que procuraram ajuda para ultrapassar as suas dificuldades auditivas eram menos propensos a relatar um baixo vigor e cansaço. A investigação concluiu que as consequências psicológicas negativas e a perda auditiva estão fortemente associadas com as avaliações subjetivas de fadiga e que a utilização regular de um aparelho auditivo melhora a qualidade de vida e reduz os impactos negativos da própria perda auditiva.

De uma forma geral, destacaram-se também como efeitos positivos da utilização de um aparelho auditivo, a melhoria da vida social dos seus utilizadores, a participação em atividades de grupo e nas relações familiares.

Fontes: www.audiology-worldnews.com, www.ehima.com (EuroTrak) “Evaluation of the Social and Economic Costs of Hearing Impairment", Hear-it AISBL

 

Jan 2th 2017
Categoria Notícias
Voltar

Os tampões de cera

 tampoes de cera amplifon
Set 12th 2016
Categoria Notícias

Os tampões de cera, ao detalhe

O cerume é um óleo ceroso produzido pelas glândulas e folículos pilosos do canal auditivo. Mas ...  sabe porquê e onde se forma? Quando a cera é criada, acaba por se deslocar até à abertura do ouvido, onde é naturalmente limpa quando nos lavamos. 

O objetivo desta cera é proteger o canal do ouvido de danos causados pela água, corpos estranhos, pancadas, infeções... A sua presença é necessária, mas se se acumula pode bloquear o canal e causar desconforto e perda auditiva.

Como é que que o cerume protege o canal do ouvido?

  • Intercetando e impedindo a entrada de poeira, de bactérias, de micro-organismos e outros pequenos objetos que possam danificar o ouvido.
  • Protegendo a pele para evitar a sua irritação se entrar água.
     

Causas do excesso de cera

Sem que se saiba exatamente o motivo, as glândulas de algumas pessoas produzem mais cera do que aquela que pode ser eliminada pelo processo natural, mas também porque, por vezes, ela volta a entrar no canal auditivo, por exemplo, se entrar água no ouvido.

Quando a cera endurece no canal é criado um tampão que bloqueia o ouvido e, ao querer eliminá-lo, acabamos por empurrá-lo ainda mais para dentro.
No entanto, a causa mais comum é a presença de um corpo estranho no canal auditivo, tal como acontece com o algodão dos cotonetes.

Que sintomas produzem os tampões de cera?

  • Mais que sintomas, os tampões de cera causam desconforto:
  • Falta de audição progressiva
  • Ruídos nos ouvidos, tinnitus e acufenos
  • Dor de ouvidos
  • Sensação de ter o ouvido cheio ou tapado
  • Tonturas

Casos em que é recomendado remover a cera do ouvido

  • Quando se produzem sintomas como dor e a perda de audição.
  • Se for necessário examinar o ouvido e a cera estiver a impedir
  • Se não houver sintomas não é necessário remover a cera, pois ela protege o ouvido e é eliminada naturalmente.

Tratamento para os tampões dos ouvidos

Os tampões de cera são diagnosticados com a utilização de um otoscópio. Para eliminá-los, realizam-se os seguintes passos:

  • O seu especialista em otorrinolaringologia irá indicar-lhe como suavizar o tampão, com óleo normal, glicerina ou gotas específicas.
  • Introduzir a água no canal do ouvido com a ajuda de uma seringa e mover a cabeça para drenar a água. Com o otoscópio, verifique se o tampão está fora do canal auditivo e o tímpano está intacto.
  • Após a remoção da cera, deve secar o ouvido. Também pode deitar gotas de álcool bórico para ajudar a secar a água.
  • Se o tampão for muito duro, o especialista irá remove-lo com pinças e a ajuda de um microscópio. 
  • Em geral, se houver dor de ouvido, a remoção da cera do ouvido deve ser realizada com a visualização microscópica e manipulação instrumental, para evitar danos com água no tímpano, que pode ser inflamado.

Podemos prevenir que se formem?

  • Tente não utilizar cotonetes ou outros objetos para limpar o canal auditivo. Basta molhá-lo no chuveiro e limpar o ouvido.
  • Em pessoas propensas à formação de tampões de cera, o profissional de saúde pode aconselhar a aplicação de uma preparação ou extrair a cera a cada 6 ou 12 meses. 

 

Fontes
http://www.familiaysalud.es/vivimos-sanos/higiene-y-sueno/cera-en-el-oido;Armstrong C. Diagnosis and management cerumen impaction.Am Fam Physician;House JC, Lee DJ. Topical therapies of external ear disorders. In: Cummings CW, Flint PW, Haughey BH, et al, eds.Otolaryngology: Head & Neck Surgery;O'Handley JG, Tobin EJ, Shah AR. Otorhinolaryngology. In: Rakel RE, ed.Textbook of Family Medicine;Riviello RJ. Otolaryngologic procedures. In: Roberts JR, Hedges JR, eds.Clinical Procedures in Emergency Medicine;

Set 12th 2016
Categoria Notícias