07 Fevereiro 2017
Categoria

Perda auditiva não diagnosticada pode aumentar isolamento social

Um estudo recente realizado pela Universidade de Columbia Britânica no Canadá (University of British Columbia, UBC), publicado na revista Ear and Hearing, revelou que a perda auditiva desconhecida e não tratada está associada a um aumento significante de risco de isolamento social, em especial em pessoas com idades compreendidas entre 60 e 69 anos de idade. 
07 Fevereiro 2017
Categoria
LER MAIS
07 Fevereiro 2017
Categoria

Perda auditiva não diagnosticada pode aumentar isolamento social

Um estudo recente realizado pela Universidade de Columbia Britânica no Canadá (University of British Columbia, UBC), publicado na revista Ear and Hearing, revelou que a perda auditiva desconhecida e não tratada está associada a um aumento significante de risco de isolamento social, em especial em pessoas com idades compreendidas entre 60 e 69 anos de idade. 
07 Fevereiro 2017
Categoria
LER MAIS
Voltar

Descoberto o gene causador da otosclerose

 Descoberto o gene da Otosclerose
12 Outubro 2016
Categoria Notícias

Descoberto o gene causador da otosclerose

Cientistas do Ear Institute at University College of London acabam de revelar um estudo que revela a descoberta do gene causador de otosclerose, o SERPINF1. Esta fantástica descoberta é mais um passo em direção ao tratamento desta doença, que causa frequentemente uma diminuição auditiva.

A otosclerose é uma doença hereditária que afeta uma entre duzentas pessoas, resultando numa perda auditiva condutiva. É causada por um crescimento anormal de um osso no ouvido médio, o qual evita que o estribo vibre normalmente em resposta ao estimulo sonoro. Os sintomas mais frequentes desta patologia são tonturas, dificuldades de equilíbrio, vertigens, perda auditiva e tinnitus.

Muito embora seja necessário efetuar uma cirurgia para minimizar os sintomas da otosclerose, para remoção dos ossículos afetados, substituindo-os então por próteses, a utilização de um aparelho auditivo é recomendada durante todo o processo, uma vez que suprime a perda auditiva e minimiza os efeitos da perda auditiva no cérebro.    

Fonte:www.ncbi.nlm.nih.gov

Out 27th 2016
Categoria Notícias